segunda-feira, 6 de julho de 2015

A FÁBULA DO VENDEDOR DE CACHORRO-QUENTE E A CRISE

Cenários instáveis devem nos amedrontar? Em qualquer situação devemos criar nossa própria realidade, traçar metas e objetivos para fazer o nosso crescimento

Era uma vez um homem que vivia na beira de uma estrada vendendo cachorro-quente. Ele não tinha rádio, TV e nem lia jornal. Preocupava-se apenas em produzir e vender bons cachorros-quentes. Prezava muito pela qualidade do pão, da salsicha e do atendimento a seu cliente.
Ele também sabia divulgar como ninguém seu produto: colocava cartazes pela estrada, oferecia em voz alta e o povo comprava. Quando alguém passava em frente a sua barraca ele gritava: – olha o cachorro quente especial!
Usando o melhor pão e a melhor salsicha, o negócio como não podia ser diferente, prosperava. Ele começou a formar uma clientela fiel que voltava sempre e trazia cada vez mais gente para sua barraca, até que ele construiu uma grande loja e, como estava prosperando cada vez mais, mandou seu filho estudar na melhor faculdade do país.
Um dia, seu filho, já formado, voltou para casa e falou:
- Pai, você não ouve rádio, não vê TV, não lê os jornais? A situação é crítica, o País vai quebrar.

Depois de ouvir isso, o homem pensou: “Meu filho estudou fora, lê jornais e vê TV. Deve estar com a razão”.
Com medo, e a fim de economizar preocupado com a tal crise, procurou um fornecedor mais barato para o pão e as salsichas de menor qualidade. Além disso, para economizar ainda mais, parou de fazer seus cartazes de propaganda que espalhava pela estrada. Abatido pela notícia da crise já não oferecia seu produto em alta voz. Ou seja, parou de fazer sua propaganda.
As vendas, é claro, despencaram até o negócio quebrar. Então o pai muito triste, falou para o filho:
- Você estava certo filho, estamos no pior momento de todos os tempos.

Moral da história: É você quem faz o seu sucesso
Espírito inovador, criatividade, empreendedorismo, planejamento, bom preço, bom atendimento e trabalho sempre foram a chave para o sucesso de qualquer empreendimento, em qualquer situação, era da história ou época do ano.
Em qualquer situação devemos criar nossa própria realidade, traçar metas e objetivos para cada setor do seu negócio, e ter a equipe capacitada e alinhada com os objetivos, pois assim estarão motivados e prontos para atingi-los. Logo, o que foi traçado como objetivo será a sua realidade. O seu crescimento é você quem faz.
Há muitos murmúrios sobre crise durante a Copa, a pós-Copa, pré-eleição, pós-eleição, mas a verdade é que muitos estão sempre aguardando uma crise e adiam o seu crescimento por conta dela.
Diante do case apresentado, vamos refletir: Estamos no pior momento de todos os tempos, ou estamos deixando de vender o nosso cachorro quente?